quarta-feira, 24 de maio de 2017

Tenho o jeito da palavra
Mas perdi o do sentimento
Nela, faço enjeitada
A falta, que dele
Abandonadamente,
lamento

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Vivi quase sempre no sonho Cedo me omiti da realidade Quando realizei o que não vivi Até para sonhar já era tarde E da não vida que se ...