quarta-feira, 1 de outubro de 2014

"5 anos"

Onde quero estar daqui a 5 anos? Num lugar d'alma diferente de hoje, a ajudar pessoas apenas pelo puro humanismo. Utopia? Porventura, a vida não se ganha fazendo só o que se quer. A tomar conta dos meus filhos então com 21 e 14 anos. Sempre, o meu amor de pai move-me em frente no cuidado por eles. O que quero ser nesse relapso de tempo? Sofredor? Não, antes cheio de amor. Triste? Não, quero sorrisos sinceros, daqueles que não se controlam. Só? Talvez, mas nem sempre o desejo, falta-me companhia para correr esta vida, a minha meta é a dois, mesmo que a corrida seja de cada um.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Vivi quase sempre no sonho Cedo me omiti da realidade Quando realizei o que não vivi Até para sonhar já era tarde E da não vida que se ...