terça-feira, 9 de setembro de 2014

"Amador"

Sou um amador sem escolha
Não amo por dever de ofício
Nem por querer ou não querer
Amo sem saber de arte
Amo porque sim, é assim em toda a minha parte
Amo porque outra ocupação não conhece a minha alma
E na profissão de amar, serei um contínuo amador
Com a escolha de não poder ser escolhedor

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Vivi quase sempre no sonho Cedo me omiti da realidade Quando realizei o que não vivi Até para sonhar já era tarde E da não vida que se ...