segunda-feira, 23 de junho de 2014

"Impasse"

Hoje volto a deixar a pele no papel
Há tempo demais que não dispo a alma
Estou num impasse de vida
Algures entre saber o que me aconteço
E o que me irá acontecer

Confuso, mas não perdido
Por isso escrevo, de novo
Tenho nas palavras a esperança
E o sentir
De que serei por mim próprio feliz

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Vivi quase sempre no sonho Cedo me omiti da realidade Quando realizei o que não vivi Até para sonhar já era tarde E da não vida que se ...