quinta-feira, 22 de março de 2012

"Há Que Seguir O Amor"

Há que seguir o amor
Há que aceitar a dor
Há que sorrir à adversidade
Ainda que o sorriso seja descolor
Há que aceitar sem temeridade
Que a vida nos exala em cada dia um odor
Há que tomá-los nas narinas com a incapacidade
De areia exposta e indefesa à absorção do calor
Mas vivendo sem medo da dor
Há que viver mesmo se nos falta o sabor
Há que somar alegrias do nosso labor
Mas há, sobretudo, que seguir o amor
Não há outro caminho para também sorrir à dor

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Vivi quase sempre no sonho Cedo me omiti da realidade Quando realizei o que não vivi Até para sonhar já era tarde E da não vida que se ...