sexta-feira, 4 de novembro de 2011

"Falsa Ilusão Dos Olhos"

Interior dito dissimulado
Em espelhos que captam luz
Sentimento distorcido se diz explanado
Pelo reflexo que a alma não produz

Contudo vitrais tão permeáveis
À negritude que habita a mente
Sendo os olhos virtudes frágeis
Que são coração de qualquer gente

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Vivi quase sempre no sonho Cedo me omiti da realidade Quando realizei o que não vivi Até para sonhar já era tarde E da não vida que se ...