terça-feira, 1 de novembro de 2011

"A Minha Canção"

Nunca saberia compor melodia
Que cantasse tudo o que me compões
Na pauta em ausência se notaria
Tua nota afinadora de minhas emoções

Palavras não haveria de achar
Percorrendo qualquer alfabeto
És letra única por caligrafar
Provinda de inaudito dialecto

Todas as músicas jamais te descreverão
Ainda dedilhadas em celestial instrumento
Mas nota que em mim te fazes canção
Que entoa alegria sobre sofrimento

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Vivi quase sempre no sonho Cedo me omiti da realidade Quando realizei o que não vivi Até para sonhar já era tarde E da não vida que se ...